Histórias

Call of Soarez 

Um cara destemido, ele não conhece o medo, ele não conhece o perigo, ele não conhece o pai, a mãe o abandonou e ele agora está em busca de vingança, seu tio Vingança foi a única pessoa da família que lhe restou. Passou a vida com os avós que nunca conheceu. Tem sorte de ainda estar vivo, já esteve várias vezes com amor te, se não fosse amor estaria na vida de crimes agora, roubando bancos e sendo procurado pelo cherife Pokahontas, um cara sem dó nem piedade que mata até a morte, mata um hoje e amarra dois pra matar amanhã.

Kid Juarez resolve sair em busca de seu tio num dia à noite, ele não sabe ao certo o propósito dessa busca. Num lugar tão grande como o faro oeste será difícil e muito perigoso ainda mais sem GPS (google padre search). Mas ele está decidido, não tem nada a perder, então pega seu cavalo Dick e sai na noite ensolarada não tendo nem idéia de onde procurar.

Depois de dias viajando em cima do Dick, ele chega em uma cidadezinha. Cansado, quase sem esperanças e depois de uma longa viagem ele faz o que qualquer cowboy faria, procura logo um saloon.

-Chefia me desce um copo de água, mas beeeeeeeeem gelado.

-Natural ou H²O?

-Com gás. Dê-me ovos cozidos também.

-Posso lhe dar a água, mas os ovos cozidos foram devorados por ela. Diz o garçon apontando à uma moça.

Então logo Juarez diz: -Hey, você! Então a moça olhou para Juarez e disse:

-Tome, ainda sobrou um dos doze que comi.

Depois dessa conversa, Juarez não conseguiu tirar a moça da cabeça, ela tinha lhe aplicado um mata leão por ter comido os ovos sem pagar. Mas ele consegue escapar e sai correndo até seu cavalo com vários homens o seguindo. Então ele munta no Dick e foge.

Não havia muitas outras cidades pelas redondezas, os homens do saloon que eram bandidos assaltantes de banco, decidem ir atrás de Juarez.

No caminho ele conhece um andarilho vendedor de bugigangas, algumas armas e até cameras digitais parceladas em 12x sem juros. Juarez pergunta: -Hey, quem é você?

-Eu So ares. Soares.

Então Juarez e Soares perceberam que tem uma coisa em comum. Só não sabiam o que. Logo os bandidos alcançaram Juarez, Soares tinha uma divida antiga com esses bandidos e pediu carona pra Juarez.

-Seu cavalo aguenta mais um?

-Meu Dick aguenta até de quatro!

Eles pegaram um atalho no deserto do faro oeste pra chegar mais rápido até a cidade mais próxima, a cidade do cherife Pokahontas.

Qual o destino de Juarez e Soares? Qual o mistério desse cherife? E quem descobriu o Brasil? Veja tudo isso no próximo capítulo.

Call of Soarez 2: A volta do Retorno

Havia uma cidade, havia um homem, havia Dão. Dão Pokahontas, mais conhecido como Dão Pokahontas, um cherife impiedoso onde poucos  ousavam desafiar, e, os que desafiaram, pagaram com vida. Em duas prestações e ainda deram troco.

Ele avista dois forasteiros correndo em um cavalo, que vêm em sua direção. HO MAI DOG!
-Quem são vocês, forasteiros?
-Estamos sendo perseguidos por bandidos, onde está o cherife?
-Eu sou o cherife. Dão Pokahontas, mas pode me chamar de Dão Pokahontas.
-Eles começaram a nos perseguir. Tudo começou com uma mulher que…
-Comia ovos? Eu já estava procurando faz tempo.
-A mulher?
-Não, os ovos. Tem bastante?
-Ovos?
-Não, bandidos.
-Acho que estão em seis.
-Ótimo, da pra comer todos!
-Os bandidos?
-Não, os ovos.

A mulher e seus capangas chegam à cidade. Porém era tarde, já havia os perdido de vista. Ela não ousaria entrar em confronto com o cherife, estando em menor número. Então ela decide voltar.

Pokahontas conseguiu salvar a vida dos dois viajantes, e por coicidência, Juarez acaba descobrindo uma pista sobre seu pai e seu tio. O cherife conhecia o tio Vingança de Juarez, mas ela havia sumido durante uma viagem. Até hoje ninguém sabe como. Vingança era o cherife da cidade antes de Pokahontas. -Eu conheci seu pai, Juarez. Eu ainda espero pelo Retorno. Disse o cherife.
-Retorno de quem?
-Do Retorno.
-Seu pai, Retorno, achou que você tinha morrido quando sua casa pegou fogo, você era apenas um bebê. Acidentalmente ele colocou fogo na casa com o cigarro.
-Mas nossa casa era de pedra.
-APENAS ACEITE OS FATOS EU SEI QUE É DIFÍCIL PRA VOCÊ. Seu pai ainda tentou apagar as chamas com querosene, mas não conseguiu, então fugiu para pedir ajuda e até hoje não voltou. Coitado.

Minha mãe também tem esperança de um dia ver meu pai, diz Soares.
-Ele fugiu da sua mãe?
-Não, ela é cega.

Juarez e Soares cada vez mais unidos, eles sabem que tem muito em comum. Não tem mais tempo a perder, saem logo em busca de Vingança e de Retorno. Descobriu pistas importantes sobre seu tio, o nome. Agora só precisa saber onde procurar.

Mas espere. Há um homem chegando à cidade, muito cansado em cima de um cavalo. Desmaiado praticamente. Aparentemente não come há dias. Juarez pergunta o nome do rapaz mas ele esté inconsciente.
-Vamos levá-lo ao cherife!

MELDELS! exclama o cherife.
-O Retorno voltou! Esse é seu pai, Juarez.
(dramatic pause)

Finalmente Juarez encontra seu pai, o que pode mudar muita coisa sobre a busca de seu tio. Mas afinal, por que seria mais importante encontrar seu tio, depois de ter achado o pai?

O destino de Juarez e Soares não será mais o mesmo. Veja na última parte dessa história no próximo episódio.

Call of Soarez 3: A última batalha final

Havia uma cidade, havia um homem, havia Dão. Dão Pokahontas, mais conhecido como Dão Pokahontas, um cherife impiedoso onde poucos  ousavam desafiar, e, os que desafiaram, pagaram com vida. Em duas prestações e ainda deram troco.

Ele avista dois forasteiros correndo em um cavalo, que vêm em sua direção. HO MAI DOG!
-Quem são vocês, forasteiros?
-Estamos sendo perseguidos por bandidos, onde está o cherife?
-Eu sou o cherife. Dão Pokahontas, mas pode me chamar de Dão Pokahontas.
-Eles começaram a nos perseguir. Tudo começou com uma mulher que…
-Comia ovos? Eu já estava procurando faz tempo.
-A mulher?
-Não, os ovos. Tem bastante?
-Ovos?
-Não, bandidos.
-Acho que estão em seis.
-Ótimo, da pra comer todos!
-Os bandidos?
-Não, os ovos.

A mulher e seus capangas chegam à cidade. Porém era tarde, já havia os perdido de vista. Ela não ousaria entrar em confronto com o cherife, estando em menor número. Então ela decide voltar.

Pokahontas conseguiu salvar a vida dos dois viajantes, e por coicidência, Juarez acaba descobrindo uma pista sobre seu pai e seu tio. O cherife conhecia o tio Vingança de Juarez, mas ela havia sumido durante uma viagem. Até hoje ninguém sabe como. Vingança era o cherife da cidade antes de Pokahontas. -Eu conheci seu pai, Juarez. Eu ainda espero pelo Retorno. Disse o cherife.
-Retorno de quem?
-Do Retorno.
-Seu pai, Retorno, achou que você tinha morrido quando sua casa pegou fogo, você era apenas um bebê. Acidentalmente ele colocou fogo na casa com o cigarro.
-Mas nossa casa era de pedra.
-APENAS ACEITE OS FATOS EU SEI QUE É DIFÍCIL PRA VOCÊ. Seu pai ainda tentou apagar as chamas com querosene, mas não conseguiu, então fugiu para pedir ajuda e até hoje não voltou. Coitado.

Minha mãe também tem esperança de um dia ver meu pai, diz Soares.
-Ele fugiu da sua mãe?
-Não, ela é cega.

Juarez e Soares cada vez mais unidos, eles sabem que tem muito em comum. Não tem mais tempo a perder, saem logo em busca de Vingança e de Retorno. Descobriu pistas importantes sobre seu tio, o nome. Agora só precisa saber onde procurar.

Mas espere. Há um homem chegando à cidade, muito cansado em cima de um cavalo. Desmaiado praticamente. Aparentemente não come há dias. Juarez pergunta o nome do rapaz mas ele esté inconsciente.
-Vamos levá-lo ao cherife!

MELDELS! exclama o cherife.
-O Retorno voltou! Esse é seu pai, Juarez.
(dramatic pause)

Finalmente Juarez encontra seu pai, o que pode mudar muita coisa sobre a busca de seu tio. Mas afinal, por que seria mais importante encontrar seu tio, depois de ter achado o pai?

O destino de Juarez e Soares não será mais o mesmo. Veja na última parte dessa história idiota só aqui.

Call of Soarez 4: A trilogia continua

Depois de quase um ano, Juarez e Soares tiveram muito tempo para decidir o que fazer.
-Já decidiu, Soares? pergunta Juarez.
-Já. Quero uma meia calabresa e meia quatro queijos.
-Af, que demora pra pedir uma pizza, hein?

A pizzaria mais popular da cidade era também a melhor… e a única, mas não pensem que ela conseguiu isso da noite pro dia, até porque ela fechava as 6h da tarde. Uma jovem moça porém velha amiga do destemido cherife Don Pokahontas, a bela Mulanta, conseguiu popularizar a pizzaria com muito suor, muito suor mesmo aimeudeus quanto suor.
Juarez não estava interessado apenas nas pizzas, também olhara de um modo diferente para Mulanta. Era o começo de sua miopia.
Logo, Soares diz:
-Ou, você tá muito estranho ultimamente, ainda mais quando se fala dessa tal de Mulanta.
-Não to estranho, por que diz isso?
-Porque esses dias até escreveu uma mensagem numa pizza.
-E…?
-A mensagem tava em braile
-Ahn… é porque escrevi com calabresa.
-Saiba que se o cherife te pegar com ela, ele irá ficar muito, mas muito furioso.
-Af não sabia que ele curtia menage. Mas ele foi pra uma cidade aqui perto atrás de uns bandidos, e não acho que ele vá se incomodar com isso agora.

A pacata cidadezinha de Lagostacity estava calma e isso ajudou na decisão do cherife em deixá-la por alguns dias. Talvez essa calma esteja pra acabar.

Call of Soarez 5: A saga termina no fim

BREVE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s