Enfim, férias

Beleza, de que adianta ficar de férias se a única coisa que eu fazia era estudar? a melhor coisa do vestibular é ver as pessoas bonitas de outra cidade (mas só ver mesmo) e fazer competição da frase mais babaca de cursinho nas camisetas.

Mas o que me deixa mais puto é o sistema de cotas “SOMOS TODOS IGUAIS BRAÇOS DADOS OU NAO” é meu pau.
Me diz, qual o critério para fazerem cotas para negros? deveriam ter também cotas pra índios, japoneses e mulatos, pelo menos se tivesse cotas para japoneses ninguém precisaria se preocupar com eles no curso de exatas, já que teria limite de vagas. Imagino como seria o vestibular na África se tivesse cotas para caucasianos…

Vamos para nossa enquete:
Com o uso de cotas para escolas públicas os colégios particulares ficarão obsoletos?
(  ) sim
(  ) não
(  ) estou votando por cotas

Segundo estatísticas do vestibular UEM 2010, 43% dos vestibulandos eram mulheres, 52% eram homens, 4% não souberam opinar e 1% nasceu por cotas.

Ainda acho que seria mais fácil fazer um sorteio, assim só quem tivesse sorte iria entrar na faculdade, ou seja, aqueles que conseguem ganhar na mega sena, além de ricos, seriam inteligente fazendo assim o brasil um pais de todos… os ricos.

Anúncios
Esse post foi publicado em texto. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Enfim, férias

  1. M disse:

    FICO REVOLTAD COM ISSO PAGuei ECSOLA HA 3 ANOS E VEJO OS FELA DA PUTA que estudaram comigo no publico PASSANDO LÁ MANCADA TODOS OS SALARIOS E TODOS DEVERIAM SER IGUAIS TOTALMENTE E esqueci

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s